Música

Corrente musical espanta-bad vibes

Postado por Duds

Faz muito tempo que eu não escrevo sobre música pra cá, e vocês sabem que é um dos meus assuntos favoritos de tagarelar.

Eu vinha pensando no que poderia escrever quando o Gui do Guivaneios me marcou no Facebook em uma ~tag de timeline~ mesmo (aquelas que você responde num post) e resolvi trazer pra cá pra eu poder falar um pouquinho e ainda colocar uns vídeos bacanas 🙂

A tag tem 13 perguntas (uma nsfw que eu não vou colocar aqui já que esse blog é belo, recatado e do lar), vamos lá?

Uma banda pra viajar psicodelicamente

Essa foi bem difícil de responder, até porque eu não sou uma pessoa que ouve muitas bandas/grupos desses gêneros mais synth que se encaixariam aqui. Então, vou acabar ficando com a mistura mais que inusitada de FFS • Franz Ferdinand Sparks.

Uma banda/música pra tocar na minha pira crematória

Sou dessas pessoas que acha que morreu tem que ser celebrada com alegria e não com tristeza. Por isso, no dia que eu for, quero todo mundo com um copo daqueles de vidrinho, de boteco, cheio de cerveja e ouvindo Rosa Morena, do Caymmi.

Ninguém que conheço escuta, mas eu gosto

Pra essa ~categoria/pergunta~ eu vou responder a maravilhosa Rozzi Crane. Ela foi a primeira artista a assinar com a Octone, gravadora do Adam Levine, vocalista do Maroon 5, e eu amo/sou. Ela tem uma voz super forte e cheia de presença.

Última banda que eu ouvi hoje

No momento em que eu escrevia essa questão (que é o que vale, já que eu faço tudo ouvindo música), eu estava ouvindo Burning Bridges, do OneRepublic, uma das minhas músicas favoritas da existência.

No sentido de ter marcado época

Vou ser obrigada a colocar Franz Ferdinand nessa lista de novo, mas dessa vez sozinho. Na época que Franz estava estourando na MTV brasileira com Do You Want To, clipe do segundo disco, eu estava numa transição esquisita e musical da minha vida.

Tenho preguiça

Essa vai ser uma questão bem ~polêmica~, já que a minha resposta é Florence + The Machine. Eu sei, eu sei! Em minha defesa, nem é tanta preguiça assim, já que tem músicas que eu adoro.

Ouviria todos os álbuns de novo

Hilary Duff. E sigo ouvindo sempre, no caso.

Uma banda/artista que mudou minha vida

A minha adolescência, graças à MTV, foi inteirinha em contato com o indie rock e com as bandas brasileiras que surgiram naquela época. Por isso, lembro nitidamente da primeira vez que eu liguei a televisão na MTV e estava passando o clipe de Somewhere Only We Know, primeiro single da Keane. Desde então, a banda tem contado minhas histórias e me acompanhado em todos os meus altos e baixos.

Galera ama, mas eu acho um porre

Tive que procurar essa, porque eu geralmente dou uma chance pra tudo e acabo gostando mesmo que seja de uma música ou outra. Pra esse caso específico então ficamos com Foo Fighters.

Uma indicação

Podia ser na categoria de “ninguém conhece mas eu gosto”, mas vem pra cá porque todo mundo precisa ouvir mesmo. Eu sou emocionalmente apegada nos artistas do The Voice americano e sigo tietando muito depois do programa, mesmo que eles flopem. Por isso, já que qualquer um que não tenha estourado (tanto) pode ser a resposta pra essa pergunta, eu escolhi Taylor John Williams.

Tenho vergonha, mas escuto e gosto

Eu tava falando com as meninas da Capitolina esses dias e eu não tenho vergonha de absolutamente nada que eu ouço, porque eu ouço mesmo e foda-se. Então, reformulando essa pergunta… as pessoas têm vergonha de admitir que amam porque se importam muito com a opinião alheia… e a minha resposta é One Direction.

Não sai da playlist

Country. Amo country e vou protegê-lo, então em toda santa playlist que eu faço esse gênero está lá. Para representá-lo nessa resposta, Maddie & Tae: ‘cause I got a name and to you it ain’t “pretty little thing”, “honey” or “baby”.

Nostalgia

Minha resposta aqui acabou ficando igual a do Gui, que foi Fall Out Boy. Sempre fui atraída pelas letras rápidas de FOB, e eu sigo ouvindo e amando muito –inclusive, o último disco deles, American Beauty/American Psycho, tá super recomendado aí.

Eu realmente me divirto muito respondendo essas coisas, e dessa vez queria propor que, se você leu até aqui, responde pelo menos uma dessas perguntas aí nos comentários porque eu sou super curiosa <3

Como não pode deixar de ter, taggeando as migas Babee e Celle pra responder essa musicalidade toda.

Não se esqueçam de avaliar esse post com o ~termômetro aí embaixo, e de me seguir nas minhas principais redes sociais: Twitter, Instagram, Facebook e Goodreads.

Você pode gostar de...

5 Comments

  1. Maki

    20 de abril de 2016 at 14:36

    FALL OUT BOY É A BANDA DA MINHA VIDA! ♥ Chorei tanto no show que eles fizeram aqui recentemente que eu quase me afoguei! É muito amor e eu sou VICIADA em American Beauty. Esse álbum é incrível! E olha, eu virei uma directioner de carteirinha, de até ficar triste quando eles anunciaram o tal hiatus/fim do grupo/#mimimi de dois anos. Você foi no show do Keane? O que eles fizeram depois de vir pra cá com o Maroon 5? Meldels, que show maravilhoso foi aquele!

  2. Corrente musical do amô : guivaneios

    21 de abril de 2016 at 12:37

    […] vibes políticas que estava rolando no feed, mas a gênia da Duds resolveu transformar a corrente em um post no blog dela e eu amei a ideia, porque queria muito comentar as minhas escolhas. Então vim aqui fazer o post […]

  3. Babee

    4 de maio de 2016 at 23:41

    AMO ESSAS TAGS! E vou providenciá-la pra ontem! Chocada que você acha Foo Fighters um porre e tem preguiça da Flô, mas em sua defesa, eu já tive a mesma opinião, depois do show deles até curto mais, porque nunca tive o costume de pegar uma banda e ouvir os álbuns com calma, hoje consigo ter mais interesse pelos artistas e acabo dando várias segundas chances. VOU FAZER, AGUARDE!

  4. Isadora Mariano

    8 de junho de 2016 at 16:49

    Haha que ótima essa tag! Tenho preguicinha de Florence também, tentei dar uma chance já que fui no Lollapalooza esse ano e teve show dela, mas não rolou aquela conexão.

  5. Angelica

    11 de junho de 2016 at 10:00

    Fez lembrar meu passado, amei….

Deixe um comentário